sábado, dezembro 05, 2009

Exercícios físicos x Inteligência x Envelhecimento

Atividades fisicas estimulam o desenvolvimento de neurônio no cérebro, segundo estudo realizado com mais de 1 milhão de homens de 15 a 18 anos pela Universidade de Gotemburgo (Suécia), o condicionamento dos avaliados foi aferido por testes ergométricos, aqueles que se sairam melhor em testes de QI, especialmente nas áreas de compreensão verbal e pensamento lógico. As atividades alteram a estrutura do cérebro e estimulam o desenvolvimento de novos neurônios, favorecendo a capacidade do cérebro se adaptar a novas situações. Estudos na Unifesp (Universidade Federal de São Paulo) também mostram que exercícios aeróbicos elevam o crescimento de neurônios (fatores neurotróficos), uma melhora considerável na cognição.
Outro estudo aponta a prática de Tai Chi Chuan na cognição de idosas com declínio de memória desenvolvido pelo Serço de Geriatria do HC-FMUSP, onde o grupo após 3 meses de prática propiciou uma melhora significativa do desempenho da memória e da auto-percepção da memória, queixas anteriormente relacionadas.
Outro estudo, segundo (http://projetando-saude.blogspot.com/2009/11/entrevista.html) realizado pela Universidade de Washington, aponta para os benefícios da atividade física no que se refere ao desenvolvimento do mal de Alzheimer. Realizada com 2.288 pessoas com idade superior a 65 anos e que não sinalizavam a doença.após seis anos de observação 319 pessoas tinham desenvolvido demência e, dentre eles, 221 apresentavam sintomas de Alzheimer. Dentre eles os participantes com melhor condicionamento físico no início da pesquisa apresentaram três vezes menos possibilidades de desenvolver a doença do que os que tinham atividades físicas reduzidas. Os cientistas ponderam que a demência e o mal de Alzheimer, embora considerados doenças do cérebro, podem estar associados à condição geral de todo o organismo.


Nenhum comentário: